Próximos

Andreia's to-read book montage

O Principezinho
O Despertar das Trevas
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Paris, 1850
México, 1850 (O Crepúsculo dos Vampiros, #3)
A Praga
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Beijo das Sombras
Sangue de Anjo
Damon, Almas Sombrias
Crescendo
Paranormalidade
Orgulho e Preconceito
Queimada
Senhores da Noite
Reunião Sangrenta
O Décimo Terceiro Poder
O Abismo
O Vampiro
Bruxa e Detetive


Andreia's favorite books »
}

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Imperfeitos - Scott Westerfeld


SINOPSE: Num mundo de extrema beleza, a normalidade é sinónimo de imperfeição. 

Num futuro não tão distante quanto isso, não há guerras, nem fome, nem pobreza. O mundo é perfeito. Todos são perfeitos. Pelo menos, depois de completarem 16 anos. Qualquer um pode ter a aparência de um supermodelo… e que mal haveria nisso? 
Tally Youngblood mal pode esperar pelo seu décimo sexto aniversário, altura em que será submetida à cirurgia radical que a transformará de uma mera Imperfeita para uma deslumbrante Perfeita. Uns lábios bem delineados, um nariz proporcional, um corpo ideal… é tudo o que sempre quis. Já para não falar que uma vida de diversão num paraíso de alta tecnologia espera por si. 
Mas quando a sua melhor amiga decide virar as costas a esta vida perfeita e foge, Tally descobre um lado inteiramente novo do mundo dos Perfeitos – e que, por sinal, nada tem de perfeito. É então forçada a fazer a pior escolha possível: encontrar a amiga e traí-la ou perder para sempre a possibilidade de se tornar Perfeita. 
Seja qual for a sua decisão, a sua vida nunca mais será a mesma.

OPINIÃO: É sempre um prazer entrar nos mundos de Scott Westerfeld. Depois da leitura da série "Midnighters", estreio-me na série "Uglies" com ótimas referências.
Apesar de já estar habituada à mestria de Westerfeld em conceber fatores científicos, futuristas, este livro surpreende imenso, no sentido em que somos transporatdos para a sua mente brilhante. É fantástico o modo como ele orquestra histórias tão próximas da realidade e ao mesmo tempo parecem tão longínquas.
A utopia das civilizações perfeitas não é novidade, mas colocar a perfeição nos rostos para além dos comportamentos é delicioso. Torna-se complicado imaginar a perfeição dos "perfeitos" uma vez que esta palavra é extremamente subjetiva, contudo, ao longo do livro vamos percebendo que a beleza não é aleatória e não parte da impressão da cada um, mas sim de um todo. Há um estímulo invisível que obriga os habitantes desde tenra idade a verem a beleza tal e qual como é suposto verem.
Tally não é uma protagonista esperada para este tipo de obra, mas devo dizer que funciona perfeitamente. Esta jovem que acaba de completar 16 anos, não é corajosa, não é rebelde e não está contra a sociedade onde cresceu. Aliás, ela aspira ser "perfeita" e poder finalmente juntar-se à "perfeição" da "perfeilandia".
Não vou contar o enredo, deixo ao vosso critério decidir se querem conhecer esta fabulosa história que nos remete a refletir nas imperfeições que odiamos e que no fundo é o que nos torna especiais.
Scott Westerfeld está na minha lista de autores a seguir.

1 comentário:

  1. Pois os livros de Scott Wsterfel devem ser extraordinários, ouvi falar muito bem deles. A série Uglies vai entrar concerteza na minha lista de livros a comprar hehe

    beijinhus

    aborboletadepapel.blogspot.com

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue