Pesquisar neste blogue

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A Vingança do Lobo - Vítor Frazão

SINOPSE:  No Parque Nacional de Olympic, sobre um crepúsculo enublado, dois campistas são atacados. Dias depois, em pleno Parque Central de Nova York, três corpos aparecem mutilados, alimentando a imaginação dos media. O que eles não sabem é que ambos os crimes são mais do que aparentam. Dez anos após ter desertado do seu clã, Lance "Meia-Raça" Fenrison, um lobisomem híbrido, volta à cidade Nova York para se vingar do homem que lhe matou a mulher e a filha. No outro lado do espectro está Isabel Martínez, uma agente da polícia, que ao encontrar-se acidental com Lance é atirada de cabeça para uma realidade que nem sonhara existir, levando-a a duvidar da própria sanidade. O mero regresso de Lance à Grande Maçã acaba por ter mais repercussões do que este poderia imaginar e, sem dar por isso, o licantropo vê-se alvo não só dos Obliteradores, uma sociedade dedicada ao extermínio de todas as criaturas paranormais, como do seu próprio clã. Vale-lhe uma inesperada e invulgar aliada, Eleanora "Lâmina Sangrenta" Reeve, uma vampira atípica, que tem uma única e ambiciosa missão: unir todas as divergentes espécies de Ocultos, o nome colectivo dados aos seres sobrenaturais, contra os Obliteradores que insistem em caçá-los. Uma obra com sentimentos profundos, quem sabe apaixonante para quem lê. Palavras de Amor são um capítulo de uma vida... Obliteradores obcecados e inflexíveis; lobisomens belicosos e tribalistas; vampiros inteligentes e intriguistas; feiticeiros poderosos e vulgares humanos que vivem as suas vidas, ignorando que em plena Nova York do século XXI o sobrenatural continua tão forte como em qualquer supersticioso e atrasado canto do mundo medieval.



OPINIÃO: "A Vingança do Lobo" mostrou ser uma agradável surpresa.

Não sou fã de lobisomens, até tenho uma opinião um tanto negativa para com esta criatura mas o facto de este livro, à partida, se referir aos lobos, tem um misto de outras entidades paranormais que tornam a sua leitura deliciosa.
Ao início fiquei um pouco aborrecida com a narrativa. Centrava-se demasiado em Lance meia-raça e cada vez que nos era apresentada uma nova personagem havia uma redundância, isto porque somos apresentados seus aos pontos de vista acerca do mesmo conteúdo.
Contudo, a meio do extenso livro, entra uma personagem ao qual fiquei completamente rendida, Eleanora. Esta vampira tem nada mais nada menos que 400 anos de idade e é portadora de uma sabedoria e de uma personalidade invejável. Adorei a sua descrição e todas as passagens em que ela aparecia, foram lidas com imenso deleite.
As restantes personagens não fogem à regra quanto à sua construcção. São donas de características que as diferenciam, que as evidenciam durante a narrativa.
A nível técnico, a história está muito bem construída, com imensos momentos de acção, com descrições meticulosas que não permitem ao leitor fugir à visão pretendida.
No entanto há um pormenor, que depois de entrar no foco do enredo passa para segundo plano mas não pode deixar de ser mencionado, a correcção que foi feita à obra. Contém imensos erros ortográficos que distraem os leitores mais atentos.  
Resta-me congratular o autor pelo desenvolvimento desta história, que não termina aqui, e pelos momentos de surpresa que me proporcionou, sobretudo perto do final.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue