Próximos

Andreia's to-read book montage

O Principezinho
O Despertar das Trevas
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Paris, 1850
México, 1850 (O Crepúsculo dos Vampiros, #3)
A Praga
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Beijo das Sombras
Sangue de Anjo
Damon, Almas Sombrias
Crescendo
Paranormalidade
Orgulho e Preconceito
Queimada
Senhores da Noite
Reunião Sangrenta
O Décimo Terceiro Poder
O Abismo
O Vampiro
Bruxa e Detetive


Andreia's favorite books »
}

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O Código Da Vinci - Dan Brown


SINOPSE: Robert Langdon, conceituado simbologista, está em Paris para fazer uma palestra quando recebe uma notícia inesperada: o velho curador do Louvre foi encontrado morto no museu, e um código indecifrável encontrado junto do cadáver. Na tentativa de decifrar o estranho código, Langdon e uma dotada criptologista francesa, Sophie Neveu, descobrem, estupefactos, uma série de pistas inscritas nas obras de Leonardo Da Vinci, que o pintor engenhosamente disfarçou. 


Tudo se complica quando Langdon descobre uma surpreendente ligação: o falecido curador estava envolvido com o Priorado do Sião, uma sociedade secreta a que tinham pertencido Sir Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo e Da Vinci, entre outros.


OPINIÃO: Será possível alguém ler um livro que é aclamado mundialmente, que é vendido às massas, que é criticado positivamente em todos os blogs, jornais, revistas, tv e eu odiar ao ponto de o pousar após cinco capítulos, algo que me recuso normalmente a fazer?
Enfim, foi esta a minha experiência com Dan Brown.
Fãs, não me odeiem pois eu não retiro a Dan Brown qualquer glória, pois, apesar de eu não me ter rendido à sua escrita, reconheço a sua mestria em construir histórias complexas, a sua coragem em desafiar mentes retrógadas e a admiro a construcção da persoangem Robert.

4 comentários:

  1. Boa noite. Não foste a única a ter tal experiência com este livro de Dan Brown. Devo ter lido mais um ou dois capítulos do que tu, mas o resultado foi exactamente o mesmo. Abandonei o livro. Nunca mais lhe dei atenção nem pensei em recomeçar a ler.

    Apesar da experiência negativa dei uma oportunidade a "Anjos e Demónios" e "A Conspiração" quando me foram oferecidos e confesso que os achei muito melhored do que "O Código Da Vinci".

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. O livro não foi positivamente criticado em todo o sítio, pelo contrário. Vendeu imenso, algo bem diferente. Mas também o livro da Catarina Salgado o fez e não a vejo nomeada para algum prémio de melhor prosa contemporânea. Dan Brown tem um grande mérito: tornou uma história sobejamente conhecida há séculos num produto inacreditavelmente bem sucedido comercialmente. Mas é certo e sabido - há muito tempo - que tudo o que envolva sexo, religião e crime vende. Tendo em conta isso o crédito diminui ligeiramente. Do ponto de vista estritamente literário não gosto do livro. O policial é um género literário muito fecundo, já o Pessoa dizia que seria o género que subsistiria no século XXI, mas o Dan Brown conseguiu algo bem difícil: entediar até ao tutano. Dito isto: quem gosta, gosta. Quem não gosta, não leia mais. Pertenço ao último grupo.

    ResponderEliminar
  3. Acabei-o, mas também não fiquei fã. Em parte por ter sido o 3º livro de Dan Brown que li e ele é o tipo de autor que nunca se desvia muito da sua fórmula habitual: um menino, a menina, o amigo que é na verdade um vilão e meia dúzia de "twists" previsíveis.

    Em segundo lugar toda aquela suposta teoria "revolucionária" e suposto "segredo incrível" não é nada de especial. Qualquer pessoa que tenha estudado minimamente História já teria ouvido falar desse "segredo" muito antes de ler o livro.

    Ser famoso não é necessariamente sinal de qualidade...

    http://cronicasobscuras.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Tambén não é dos melhores que já li. Quando o li, ajudou-me a desanuviar um pouco mas, nada mais que isso.
    O Anjos e Demónios dele é, para mim, o melhor de Dan Brown. Não arrasta tanto... e o final é de cortar a respiração.

    Bjinhos*

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue