Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 28 de março de 2013

O diplomata - Vasco Ricardo

SINOPSE: Gabriel é um político norte-americano de topo que possui uma família perfeita e uma reputação imaculada. Contudo, por detrás da sua figura exemplar, um outro homem emerge. Violento, frio e calculista, Gabriel parte em busca de algo e não parará enquanto não for bem-sucedido.


"...E quando já ninguém chorava, dei por mim a verter lágrimas que cheiravam e sabiam a sangue..."


OPINIÃO: Este é o segundo livro que leio do autor. Devo dizer que gostei mais do "Trama da estrela" do que este.
Estou familiarizada com a escrita objetiva do Vasco Ricardo e com os seus temas, que envolvem conspirações. 
No entanto, enquanto n'"A trama da estrela" havia surpresas para serem descobertas e personagens para conhecermos e nos identificarmos, aqui o leque foi muito reduzido, centrando-se unicamente em Gabriel e no seu plano de vingança.
O livro foi pouco explorado e foi exatamente essa a sua grande falha na minha opinião, como não podia deixar de ser. Só vivemos o dia a dia de Gabriel, só conhecemos os seus métodos e a sua visão do amor familiar que nutre. 
Contudo, tenho de evidenciar as passagens a itálico, que são muito mais emotivas e deveras mais interessantes do que as da atualidade. Gostaria de ter visto mais do que aconteceu naquela aldeia, mais pormenores dos momentos que fragilizaram aquelas pessoas. Uma vez que ficou nitidamente provado que o Vasco consegue dar sensibilidade à sua narrativa - mas eram breves demais.
Vou continuar a seguir o trabalho do autor, pois nota-se, evidentemente, talento no seu jogo de palavras. Enfatizo que não sou fã do género e que, ainda assim, desfruto dos livros do Vasco Ricardo.

1 comentário:

  1. Olá.
    Nunca li o Diplomata de Vasco Ricardo.
    Confesso-te que não gostei muito de A Trama da Estrela e tinha alguma esperança que o Diplomata fosse uma evolução marcada quer do autor quer da editora.
    Se me dizes que gostaste mais do anterior... talvez não valha mesmo a pena ler este. Mas quem sabe, um dia?
    Boas Leituras!
    :)

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue