Próximos

Andreia's to-read book montage

O Principezinho
O Despertar das Trevas
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Paris, 1850
México, 1850 (O Crepúsculo dos Vampiros, #3)
A Praga
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Beijo das Sombras
Sangue de Anjo
Damon, Almas Sombrias
Crescendo
Paranormalidade
Orgulho e Preconceito
Queimada
Senhores da Noite
Reunião Sangrenta
O Décimo Terceiro Poder
O Abismo
O Vampiro
Bruxa e Detetive


Andreia's favorite books »
}

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Paranormalidade - Kiersten White

SINOPSE: Por mais estranho que seja trabalhar para a Agência Internacional de Contenção Paranormal, Evie sempre pensou ser uma rapariga normal. Sim, a sua melhor amiga é uma sereia, o seu ex-namorado é um homem--fada, está a apaixonar-se por um rapaz que muda de forma e é a única pessoa que consegue ver através dos disfarces dos paranormais, mas ainda assim... Normal. Só que agora os paranormais andam a morrer e os sonhos de Evie estão repletos de vozes inquietantes e profecias misteriosas. Depressa se apercebe que poderá existir uma ligação entre as suas capacidades e a súbita vaga de mortes. E não apenas isso, pois poderá muito bem encontrar-se também no centro de uma profecia sinistra das fadas, que promete destruição para todas as criaturas paranormais. Lá se vai a normalidade……

OPINIÃO: Evie cresceu sob a tutela de Raquel, que por sua vez coordena a Agência Internacional de Contenção Paranormal. 
A AICP tem como objetivo controlar os seres sobrenaturais e prevenir que eles se comportem em sociedade. 
Evie tem a capacidade de ver através dos disfarces, o que faz dela uma excelente agente e de grande valor para a Agência.
Tudo muda quando surge um ser que molda a aparência à sua vontade, adquirindo variados rostos, entre eles o do própria Evie.
Empresta - o fantástico nome da personagem - traz consigo inquietações que visam revolucionar o sentido de controlo que a Agência pensa ter sobre os seres sobrenaturais. 
Achei interessante a forma como as fadas e a Agência se relacionam e a arrogância da última face à astúcia da espécie.
No entanto, o enredo contra-se na descoberta de quem é que anda a matar os seres sobrenaturais e porquê.

Quanto à tecnicidade da obra, a autora opta por uma linguagem corrente adequada à idade da protagonista. A forma como esta se desenvolve também vai de encontro a este aspeto.
Evie é uma adolescente que aspira uma vida normal, uma existência de namoros, compras e trivialidades como ter um cacifo na escola. 
A convivência com as fadas, uma em particular, ainda mais a incentiva a querer abandonar o mundo da Agência e a enveredar pela normalidade. O problema é que Evie pode vir a descobrir que não é normal e que o seu dom pode levar a algo mais obscuro, mortal.
"Paranormalidade" é em geral uma leitura rápida e que serve para entreter. Não está carregada de contextos complexos e juntamente com a escrita simples proporciona um momento calmo e relaxante.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue