Próximos

Andreia's to-read book montage

O Principezinho
O Despertar das Trevas
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Paris, 1850
México, 1850 (O Crepúsculo dos Vampiros, #3)
A Praga
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Beijo das Sombras
Sangue de Anjo
Damon, Almas Sombrias
Crescendo
Paranormalidade
Orgulho e Preconceito
Queimada
Senhores da Noite
Reunião Sangrenta
O Décimo Terceiro Poder
O Abismo
O Vampiro
Bruxa e Detetive


Andreia's favorite books »
}

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

As brumas de Avalon: A senhora da magia - Marion Zimmer Bradley

SINOPSE: O clássico As Brumas de Avalon regressa ao mercado português para dar a conhecer a uma nova geração esta história mágica e intemporal centrada nas mulheres que, por detrás do trono de Camelot, foram as verdadeiras detentoras do poder. 


Morgaine é ainda uma criança quando testemunha a ascensão de Uther Pendragon ao trono de Camelot. Uther deseja Igraine, a mãe de Morgaine, presa a um casamento infeliz com Gorlois. Mas há forças maiores que estão em curso e que se preparam para mudar as suas vidas para sempre. Através da sua sacerdotisa Viviane, Avalon conspira para unir Uther a Igraine e dessa aliança nascerá Arthur, a criança que salvará as Ilhas. Morgaine, dotada com a Visão, é levada por Viviane para Avalon onde irá receber treino como sacerdotisa da Deusa Mãe. É então que assiste ao despertar das tensões entre o velho mundo pagão e a nova religião cristã. O que Morgaine desconhece é que o destino irá armar-lhe uma cilada e pô-la, de novo, no caminho do meio-irmão Arthur da forma que menos espera…


OPINIÃO: Um livro com imensa profundidade, com uma história incrivelmente bem estruturada, personagens autênticas e com elevados momentos que inspiram à reflexão.
Marion Zimmer Bradley escreveu sobre a lenda arturiana e já isso por si é maravilhosamente apetecível. Porém, para ler este livro, tive de deixar de parte tudo o que sabia da lenda, porque como sabemos, de autor para autor a história sofre sempre mudanças.
"A senhora da magia" é centrada nas mulheres o que talvez torne a leitura mais apelativa ao sexo feminino. (se estiver enganada em relação a esta afirmação, melhor!)
 Igraine, mãe de Morgaine e de Arthur, é a voz da primeira parte da narrativa. Esta mulher foi lançada para o seu destino contrariada e todos os passos que deu foram traçados meticulosamente pela Deusa, através da sua irmã Viviane e o Merlim Tailiesin. Quando deparada com a possibilidade de um destino ao lado de Uther, Igraine cai numa luta interior, a culpa de desejar intimamente a queda e morte do atual marido Gorlois e a vontade de se unir ao homem que ama. 
Devo dizer que adorei esta personagem enquanto foi narrado o seu crescimento como rainha, mas o seu "fim" é inesperado e triste.
Morgaine, a principal figura deste livro, "é pequena e feia como as fadas". É a personagem mais ambígua do enredo e consegue surpreender com as suas oscilações de pretensões e desejos. No entanto, uma vez que acompanhamos vários estágios da sua vida, tal é natural, a criança tem aspirações diferentes da adolescente e da mulher.
Viviane, a terceira figura feminina, é uma personagem difícil de definir. A sacerdotisa tem atitudes que deixam a desejar e no entanto é de uma presença e poder inigualável a qualquer outro personagem.
Uther é galante e com uma pitada de infantilidade que o deixa irresistível. É um homem de uma força orgulhosa e destemido. O seu amor é digno de contemplação dando-lhe uma faceta humana que o completa por inteiro. Adorei as passagens que protagonizou.
Arthur é algo vago neste volume, uma vez que só nasce a mais de meio do livro.
A escrita leva ao limite das emoções o que cativa imenso, arrastando o leitor para o sentimentalismo, para a empatia com quem sofre.
É fascinante ver onde Bradley insere as personagens que sempre habitam a lenda arturiana: Lancelot, Gwaine, Guinivere, Morgause, Ector, Kay, entre outros.
Fiquei desejosa de ler o segundo e saber quem é aquele que ficou por nascer e que irá trazer grandes mudanças!
Obrigada SdE por reeditares esta maravilhosa coleção.

2 comentários:

  1. Adorei todos os 4 volumes desta história. A forma como a história é contada pelo ponto de vista das mulheres, as personagens tão bem descritas... Já estou com vontade de reler os livros.

    Aproveito para dar os parabéns pelo blog. Bjs

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue