Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A Cor dos Sonhos - Josep Lopez Romero

SINOPSE: «Sucede o mesmo com o sonho que com as chaves. Quando deixamos de lhes prestar a atenção que merecem, quando esquecemos como são importantes na nossa vida, perdemo-las.»

Esperança é uma jovem empresária que atravessa um momento de crise na sua vida familiar e que, ao mesmo tempo, tenta dirigir a sua pequena livraria, que se aproxima vertiginosamente da falência. Num dia cinzento de chuva, acorda com uma estranha sensação de vazio interior – como se alguém lhe tivesse arrancado o coração.
Ao longo de uma manhã típica, em que discute com o marido, com a filha e com o sócio, não consegue deixar de ter a sensação de ter perdido alguma coisa…
Vai dar um passeio pelo bairro, na tentativa de se acalmar, mas a tristeza invade-a. Enquanto as suas lágrimas se confundem com a chuva que não pára de cair, depara com uma porta com uma estranha inscrição: «Gabinete das Almas Perdidas.»
O destino acabara de conduzi-la ao lugar onde precisava de estar: à beira de uma aventura de autodescoberta.

Tal como uma Alice no País das Maravilhas dos dias modernos, A Cor dos Sonhos é uma alegoria mágica, sábia e muito cativante que o ajudará a redescobrir o encanto de viver.

OPINIÃO: Um livro pequeno que ao estilo Lewis Carroll mistura a fantasia com ensinamentos preciosos das relações humanas.
Esperança encontra-se em baixo, a sua vida não tem o mesmo sabor que outrora e a linha de ambições está partida. É no "Gabinete das Almas Perdidas" que ela encontra os métodos para recuperar os sonhos perdidos.
De uma forma simples e ao mesmo complexa, o leitor é enviado para um parque de diversões bastante peculiar cujas diversões têm como objectivo fazê-la encontrar peças do puzzle do seu sonho.
As cores do arco-irís têm um papel relevante na história porque estão relacionadas com os fragmentos que estão em falta na alma de Espernaça.
De leitura fácil e rápida, "A Cor dos sonhos" é um livrinho que põe um sorriso no rosto de quem o lê.

1 comentário:

Arquivo do blogue