Pesquisar neste blogue

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Sonhos esquecidos - Josephine Angelini

SINOPSE: Helena Hamilton é o único Rebento que consegue descer ao Mundo dos Mortos e enfrenta uma tarefa quase impossível. Durante a noite vagueia pelo Hades, para tentar deter o ciclo infindável de vingança que amaldiçoou a família. Durante o dia esforça-se por superar a fadiga que lhe consome com rapidez a saúde mental. Sem Lucas a seu lado, Helena não tem a certeza de possuir forças para continuar. No momento em que está prestes a atingir o ponto de ruptura, um novo Rebento misterioso vem socorrê-la. Divertido e valente, Oríon escuda-a dos perigos do Mundo dos Mortos. Mas o tempo está a esgotar-se, um inimigo implacável conspira contra eles e as Fúrias continuam a clamar por sangue.

Quando o mundo grego antigo colide com o mundo mortal, a vida protegida de Helena em Nantucket desliza para o caos. Mas a tarefa mais difícil será esquecer Lucas Delos. A saga emocionante de Josephine Angelini torna-se ainda mais intrincada e fascinante quando surge um triângulo amoroso inesquecível e o ciclo eterno de vingança se intensifica. Avidamente esperada, esta sequela do best-seller internacional Predestinados, oferece ao leitor uma história de amor plena de acção que excede todas as expectativas.


OPINIÃO: É óbvio que eu adorei este livrinho e é óbvio que o devorei!
Eu já sabia que ia gostar e já o aguardava ansiosamente, como anseio agora o terceiro volume.
A mitologia grega é um excelente tema para explorar. O mundo dos deuses do Olimpo dá sempre panos para mangas aos autores que os abraçam e o resultado, geralmente, são histórias fantásticas, interessantes, com aquele toque fatídico.

O primeiro volume desta saga deixou uma ponta solta, que me deixou extremamente curiosa para saber como é que a autora ia dar a volta a esta situação. Esperava ver algo diferente daquilo a que fomos habituados nestes romances, um impedimento real na construção do romance entre os protagonistas. Afinal, a autora apenas criou uma intriga, à qual ainda não conhecemos o motivo neste segundo volume. É esse o fio que me está a prender a esta saga, o enredo familiar tempestuoso, os segredos que se escondem por detrás do nascimento de Helena.

Foi-nos apresentada uma nova personagem masculina, de forma a criar um triângulo amoroso. Conheço a relutância de muitos leitores em relação aos triângulos amorosos, o que não entendo, pois, eu adoro-os! 
Orion é um ser carismático, divertido, falador, forte e com um passado difícil. É bastante diferente de Lucas, que, cada vez mais, reflete um lado obscuro. A seriedade do protagonista masculino toma outras proporções que o fazem interrogar-se sobre aquilo que realmente é.

Helena, por sua vez, é uma jovem que aceita o seu destino, no que toca à profecia que faz dela uma heroína, mas recusa-se a aceitar o que as parcas parecem ter tecido para a sua vida pessoal. Está certa do que sente o seu coração, apesar de os seus olhos não serem cegos e de sentir desejo por outro.
Contudo, acaba, em certas alturas, por cometer idiotices, pelo simples facto de "não querer aborrecer". Ora, situações que seriam facilmente remediadas, tornam-se problemas enormes por ela não ter pedido ajuda mais cedo.

No que toca à vilania da história, se o primeiro volume teve um bom vilão, perverso, astucioso, louco na sua fome de poder, este volume traz um ser não humano, um monstro impiedoso, sem qualquer moralidade para além daquela para que foi criado.

O ponto alto do livro foi o submundo. Os pormenores dos rios, dos monstros, do frio e da própria Perséfone, foram muito bem elaborados e deliciosos para quem se interessa pelo tema.

Sem dúvida alguma que esta saga terá de ficar completa na minha estante. 

2 comentários:

  1. olá, gostaria de saber onde você acho o livro ou se tem ele em pdf
    e se pode me passar ;s
    Estou louca atras dele, mas não acho

    ResponderEliminar
  2. Podes adquiri-lo através do site da editora:
    http://www.planeta.pt/livro/sonhos-esquecidos

    Beijinhos* ;)

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue