Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 30 de julho de 2012

A revolta - Suzanne Collins

SINOPSE: Katniss Everdeen não devia estar viva. Mas, apesar dos planos do Capitólio, a rapariga em chamas sobreviveu e está agora junto de Gale, da mãe e da irmã no Distrito 13. Recuperando pouco a pouco dos ferimentos que sofreu na arena, Katniss procura adaptar-se à nova realidade: Peeta foi capturado pelo Capitólio, o Distrito 12 já não existe e a revolução está prestes a começar. Agora estão todos a contar com Katniss para continuar a desempenhar o seu papel, assumir a responsabilidade por inúmeras vidas e mudar para sempre o destino de Panem - independentemente de tudo aquilo que terá de sacrificar…

OPINIÃO: Fiquei irremediavelmente fascinada com esta trilogia. Com o coração em sobressalto, somos arrastados para este último volume em elevada expetativa.
Depois de ser retirada da arena por uma nave, Katniss é levada para o distrito 13.
Katniss está a viver momentos de angústia, de confusão, de trauma. Os jogos da fome deixaram sequelas na alma da protagonista, que nunca irão cicatrizar completamente.
Este terceiro volume da trilogia é bem mais político. Há um enquadramento dos ideais da revolução e, como em qualquer guerra, começa-se a constatar que não há um lado totalmente bom, apesar de o capitólio ser indubitavelmente o pior.
Há um jogo psicológico, levado a cabo pelo capitólio, que me deixou surpreendida. Este irá originar uma alteração no curso da visão das personagens e trazer outro interesse nas relações intimas dos mesmos.
Ninguém está a salvo e isso é uma mais valia para a história. A imprevisibilidade é uma permanente, que impulsiona para uma leitura ávida.
Suzanne Collins escreve com a alma e isso é visível, sobretudo, em Peeta. O tributo do distrito 12 é um misto de mártir com uma veia de heroísmo, latente à primeira impressão. É, em dúvida, a melhor personagem, tanto no que toca à sua construção, como nas reviravoltas que sofre.
Gale tem, finalmente, um papel ativo. Foi interessante constatar o quão parecido ele é com Katniss.
O único ponto negativo, que é impossível deixar de mencionar, é a rapidez com que o final se desenrola. Acontece tudo num flash, deixando o leitor insatisfeito, sobretudo, no que toca ao relacionamento das personagens. Ao longo da obra, apercebemo-nos de que Collins abrevia ações com narrativa corrida, o problema é que o mesmo acontece no final. Isto é, quando estamos fervorosos para conhecer o destino das personagens, saber alguns pormenores de como termina o triângulo amoroso, tudo acontece em duas páginas. Uma vez que fomos habituados a uma emotividade sempre presente nos três livros, esperava mais sentimento, mais importância nas emoções.
Em suma, foi uma leitura que me marcou e que ficará guardada num lugar especial, para mais tarde reler.

COMPRA AQUI!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue