Próximos

Andreia's to-read book montage

O Principezinho
O Despertar das Trevas
A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
Paris, 1850
México, 1850 (O Crepúsculo dos Vampiros, #3)
A Praga
O Assassinato de Roger Ackroyd
O Beijo das Sombras
Sangue de Anjo
Damon, Almas Sombrias
Crescendo
Paranormalidade
Orgulho e Preconceito
Queimada
Senhores da Noite
Reunião Sangrenta
O Décimo Terceiro Poder
O Abismo
O Vampiro
Bruxa e Detetive


Andreia's favorite books »
}

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A floresta de mãos e dentes - Carrie Ryan

SINOPSE: Mary sabe pouco sobre o passado ou sobre o porquê de no mundo existirem dois tipos de pessoas: os que residem na sua vila e os mortos-vivos do lado de fora da cerca, que vivem de devorar a carne dos vivos. As Irmãs protegem a Vila e promovem a continuidade da raça Humana. Depois de a sua mãe ser mordida e se juntar aos amaldiçoados, Mary é enviada às Irmãs para se preparar para o Casamento com o seu amigo Harry. Mas as cercas são quebradas e o mundo que Mary conhece desaparece para sempre. Mary, Harry, Travis, que Mary ama mas que está prometido à sua melhor amiga, o irmão de Mary, a sua mulher e um pequeno órfão partem rumo ao desconhecido em busca de um lugar seguro, respostas às suas perguntas e uma razão para continuar a viver.

OPINIÃO: Posso dizer que adorei este livro. Finalmente uma história diferente em que as criaturas sobrenaturais são cruéis e irremediavelmente implacáveis.
Mary é uma personagem sonhadora e inconformada com a vida controlada que leva na vila. Ao redor estão cercados pelos excomungados que são, nada mais nada menos que zombies famintos por carne humana. Porém, há um carrilho e alguém surge por ali. A vida de Mary dá uma volta de 90º quando a esperança de que o mar realmente existe lhe aparece no corpo de uma jovem.
"A floresta de mãos e dentes" apresenta-nos uma utopia, uma existência condicionada por escassos metros quadrados, sustentada pelo medo.
A religião também é um ponto forte e a sua dureza para com os que pretendem transgredir a linha orientadora da suposta paz.
Também podemos contar com o amor, mas visto de dois parametros distintos, aquele que suga a energia da protagonista, a dita paixão, e o companheirismo, amizade.
É um livro interessante que provoca imensa ansiedade. É imprevisivel e nunca podemos dar como certo o destino das personagens.
A escrita é simples e fluída. Apela mais à descrição dos sentimentos do que aos espaços, o que me agrada imenso.
Tive conhecimento pela blogosfera que em 2012 teremos a adaptação cinematográfica, por isso leiam!
=)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue