Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Seduzida - P.C.Cast + Kristin Cast

SINOPSE: Num mundo igual ao nosso mas onde os vampyros não só existem como são tolerados, A Casa da Noite é uma escola de referência. Um local cheio de perigos e segredos onde os jovens marcados têm dois destinos: ou se transformam em vampyros ou morrem destroçados. Zoey Redbird é uma das melhores alunas e foi escolhida pela deusa Nyx para um grande destino. Mas como se não bastassem todas as invejas de que é alvo, agora enfrnta desafios cada vez mais difíceis: para além de ter de lidar com três rapazes que disputam os seus afectos, (sendo um deles um Guerreiro destinado a proteger Zoey e a sentir as suas emoções), também terá de enfrentar as forças negras que despertam nos túneis sob Tulsa. Estranhas visões avisam Zoey de que deverá resistir aos encantos de Kalona, e também mostram que apenas ela terá o poder de travar esse imortal maléfico. Cedo se torna claro que Zoey não tem escolha: se não se render a Kalona ele vingar-se-á sobre os seus amigos mais próximos e a família. Terá Zoey Redbird a coragem para arriscar perder a sua vida, o seu coração e a sua alma?

OPINIÃO: Com o final estrondoso do último volume, "Seduzida" entra num estado de stand by recheado de tensão.
Este livro abarca apenas 3 dias (noites) de Zoey e o stress das personagens que enfrentaram Kalona e Neferet no livro anterior encontram-se num estado de stress enorme.
Kalona continua a penetrar nos sonhos da protagonista mas desta vez ele quer mostrar algo mais, humanidade... O passado do anjo maléfico é desvendado e um aglomerado de questões acercam a mente de Zoey principalmente ao olhar para Stark, recordando a mudança que também este sofreu. Será possível que o anjo tenha de facto bondade em si?
Também Stevie Rae se debate com a consciência e o que está correto está cada vez mais adensado nesta obra. As decisões sobre a qual as personagens se debruçam são tensas e de díficil decisão. Esta, acaba por se meter numa confusão desmedida que anseio ver que desfecho terá.
Este livro também conta com uma escrita diferente dos volumes anteriores. As Cast optaram por inserir o estilo cinematográfico que está cada vez mais em uso na literatura da actualidade. Isto é, a cada capítulo confrontamo-nos com o ponto de vista de personagens diferentes e não só com a de Zoey como tinhamos verificado até então. É como se estivessemos diante das cenas de um filme.
O melodrama em torno dos pretendentes de Zoey mantém-se até metade do enredo e um desfecho imprevisivel dá uma reviravolta ao que virá nos próximos.
A linguagem extremamente informal continua a ser uma das características mais vincadas que definem as aventuras da Casa da Noite.
Notei uma melhoria na forma de escrita, talvez por haver outras personagens a darem a voz.
Continuo rendida ao mundo governado por Nix.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue